Avenida Amazonas, 3925 - Agenor de Carvalho - Porto Velho-RO - CEP: 76820-263

Fone

+55 69 3219-1904

Serviços

Realizamos o transporte e armazenagem de alimentos resfriados e congelados nas modalidades fracionado e dedicado. Não importa o tamanho do desafio, nós iremos cuidar da sua carga. Temos o compromisso de manter a qualidade e pontualidade de maneira eficiente.

Conservação e Qualidade

Para assegurar a qualidade dos alimentos existem algumas condições que devem ser avaliadas para uma adequada preservação:

Biológica e química: umidade, ventilação, temperatura, buscando sempre atender as exigências sanitárias.

Física: acondicionamento/armazenagem, empilhamento, manuseio (transbordo), impacto, etc;

No geral o alimento depende de baixas temperaturas para a sua preservação, neste caso todas as etapas de “cadeia do frio” devem ser rigorosamente controladas pois qualquer alteração na qualidade do produto é acumulativa e não é recuperada.

Realizamos o processo logístico de distribuição de alimentos perecíveis com todas as condições citadas, assim mantendo a melhor preservação do alimento.

Pontualidade

O tempo normalmente é um fator agravante para as condições de preservação; por isso buscamos realizar a armazenagem de forma adequada e liberar o fluxo de transporte o mais rápido possível visando as necessidades dos clientes.

Tipos de Logística

Logística de distribuição e transporte – efetua o planejamento da distribuição (centralizada, CDs, atacadistas, varejistas, representantes, etc.), define as modalidades e rotas de transporte, sendo responsável desde a retirada dos estoques, expedição até a entrega no local designado pelo cliente.

Logística de armazenagem – recebe os fluxos da produção e providencia a movimentação e estocagem de produtos acabados, unitização, processamento e expedição de pedidos.

Armazenagem

O projeto e a operação de um armazém não podem restringir-se apenas a otimização do aproveitamento do espaço tridimensional (agravado pelo gasto com energia no caso de refrigeração), porém deverá conciliar todos os conceitos logísticos com as restrições e condições relacionadas à preservação de alimentos perecíveis.

Alguns fatores e atividades que devem ser considerados:

Recebimento e expedição: é nessa fase que ocorrem as transferências e transbordos, que são menos problemáticos quando o material está paletizado, porém o manuseio poderá gerar danos à embalagem e ao produto. Outro aspecto relevante são as instalações físicas pois esta área tem aberturas que podem contaminar o ambiente (sujeira e temperatura) no momento da transferência do caminhão, na conferência, quando ficam expostos e pode ocorrer algum tipo de deterioração. Para agilizar o processo devem ser utilizados sistemas de código de barras e softwares de gerenciamento de armazéns (WMS);

Estocagem: Conforme já comentado acima não se deve priorizar exclusivamente o aproveitamento de espaço (densidade), devendo ser o mesmo balanceado com a seletividade (possibilidade de acesso direto) e frequência (quantidade de vezes que o produto é acessado).